segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Palhetas em Casa

A onda do momento é o Marketing de Fidelidade, no qual farmácias, padarias, restaurantes e estabelecimentos comerciais tentam fidelizar seus clientes com aqueles cartões que oferecem "vantagens imperdíveis"! Até o Seu Zé da pipoca aderiu! Somam-se a eles os cartões bancários e os cartões de crédito que muitas vezes são emitidos sem que o cliente tenha solicitado, graças aos funcionários cumpridores de metas das instituições financeiras. Sem contar os cartões telefônicos, carteirinhas de estudante, clube, academia... Enfim, o resultado é uma pilha de cartões pouco ou nunca utilizados que lotam nossas carteiras e gavetas. Na hora da faxina, fica aquela dúvida sobre o que fazer com eles. Jogar fora é a primeira opção, mas também existem outras soluções criativas como montar um albúm de coleção, jogar baralho, bafo ou fazer palhetas!

Cortador de palhetas Pickmaster Plectrum.

Palheta é o objeto que mais se perde na face da terra, mais do que caneta! Tá aqui comigo agora e de repente desaparece, impressionante! Não é a toa que quem toca com palheta geralmente anda com várias. Talvez por isso tenham inventado o cortador de palhetas, parecido com um grampeador, você pressiona e sai uma palheta prontinha, muito útil, rs! Me interessei pelo brinquedo e acabei comprando! Os dois modelos mais populares encontrados na internet são o Pick Punch e o Pickmaster Plectrum.  Assim que chegou comecei a fazer palhetas freneticamente de tudo que via pela frente! Passada a euforia da novidade, fui pesquisar o assunto e concluí que o universo das palhetas é muito mais amplo do que se imagina, pois envolve aspectos de fabricação e utilização que influem diretamente na sonoridade e na técnica musical.


Materiais

As palhetas comerciais são fabricadas em diversos tipos de materiais como plástico, metal, madeira, acrílico, nylon e outros menos comuns como pedra, borracha, vidro e até ossos! Em função de suas propriedades físicas, cada material imprime uma característica própria na sonoridade durante o atrito com as cordas do instrumento. No caso da fabricação caseira, o mais comum é obter palhetas a partir de embalagens, cartões e plásticos em geral, evitando-se materiais rígidos em que o impacto do corte possa danificar as partes mecânicas do cortador ou lançar estilhaços. Confesso que quase fiquei sem um olho ao tentar fazer palhetas a partir de uma mídia de DVD, rs!


Tamanho e Forma

Apesar dos diferentes formatos e tamanhos de palhetas existentes, o molde do cortador é único, na forma triangular, simétrica e abaulada. O tamanho padrão é 3.0 x 2.5 cm, porém pode-se chegar a outras medidas e formas a partir da original, com o auxílio de ferramentas manuais de corte como tesoura, estilete e lixa. Sabe-se que palhetas de ponta arredondada favorecem a execução de ritmos e riffs, já que deslizam com mais suavidade nas cordas, enquanto a ponta viva é mais indicada para solos e dedilhados, por possibilitar maior precisão.

Linha de produção.


Espessura

As palhetas mais encontradas nas lojas de instrumentos musicais variam de 0.5 a 1.5 mm de espessura. Como referência, cartões de crédito possuem cerca de 1 mm de espessura e cartões fidelidade aproximadamente 0.5 mm, sendo boas opções para a fabricação caseira. Ocorre que a escolha da espessura pode variar muito em função do tipo de corda, sonoridade, pegada, estilo, técnica e gosto de cada músico. Os baixistas, por exemplo, preferem palhetas mais espessas em razão da alta densidade das cordas do contrabaixo, enquanto os guitarristas costumam escolher palhetas finas, por serem mais flexíveis e rápidas. Por outro lado, na execução de solos, uma palheta pesada pode proporcionar mais brilho e intensidade às notas musicais, inclusive, há músicos de jazz que utilizam palhetas de 5 mm!


Palhetas Personalizadas

As palhetas produzidas em casa a partir de cartões e embalagens são interessantes pela sua praticidade e economia, além de contribuir com a natureza ao se evitar o descarte desses materiais no meio ambiente. Mas a fabricação de palhetas personalizadas é que realmente diverte e motiva o processo de produção, abrindo possibilidades de cores, temas e estilos! Dá mais trabalho, é verdade, mas o resultado é bem interessante! Não pretendo descrever aqui o processo em detalhes, mas, basicamente, imprimem-se algumas figuras numa folha de papel fotográfico para depois cortá-las e colá-las nas palhetas com super cola e papel contact. O resultado vocês podem ver nas imagens abaixo!







Agora, que tal tocar com palhetas personalizadas com o nome e a logo da sua própria banda? Distribuí-las pros amigos e fãs depois do show ou incluí-las como brinde no CD também são excelentes idéias! Se interessou? Então faça sua encomenda pelo site danimarybarcelona.blogspot.com.


Leia também:

9 comentários:

  1. eu quero um cortador assim pra mim <3

    ResponderExcluir
  2. Nao achei os cortadores no site onde você mandou procurar =(

    ResponderExcluir
  3. por que ñ enventarão o cortador de palheta pra sax?eu preciso de um desse

    ResponderExcluir
  4. onde vende o cortador?

    ResponderExcluir
  5. Prezados,

    Vi pela internet que existe um meio de personalizar palhetas e me interessei. Por favor me informem como é feito esse trabalho. Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Quer palhetas personalizadas de uma forma profissional e com um custo bem acessível? Indico esse site http://palhetaspersonalizadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir