terça-feira, 7 de junho de 2011

iPad Cifras

Tradicionalmente, músicos profissionais e amadores costumam manter um acervo impresso de cifras, letras e partituras que compõe seu repertório de canções. Esse arquivo pessoal costuma ser "organizado" em pastas, livros, cadernos e folhas avulsas que acompanham o músico em sua rotina de estudos, ensaios e apresentações. Com o passar do tempo, essa papelada começa a se tornar grande demais, gerando peso em excesso e tornando a organização cada vez mais complicada! Apesar de alguns músicos possuírem a habilidade extraordinária de memorização de cifras e letras, muitas pessoas necessitam do auxílio de seus arquivos em papel durante a execução musical.

Sabe aquela música? Toca pra mim!!

Quando se deu o lançamento do iPad, logo vislumbrei a possibilidade de utilizá-lo como livro digital de cifras e partituras, em substituição às pilhas de papéis que já me causavam dificuldades de transporte e organização. Agora, após quase um ano de utilização, compartilho a experiência de uso do iPad como pasta de músicas cifradas!

Basicamente, são necessários os seguintes itens:
  • iPad
  • Software visualizador de documentos
  • Biblioteca de arquivos

iPad

Das várias versões disponíveis, o iPad primeira geração 16GB Wi-Fi já é suficiente, uma vez que a leitura de arquivos de texto não requer grande capacidade de processamento e armazenamento. As versões 3G adicionam a possibilidade de consulta on line aos sites de cifras na internet, ampliando ainda mais o tamanho do repertório no dispositivo!


Software

Existem dezenas de opções na loja de aplicativos App Store, basta escolher um que seja capaz de reconhecer arquivos .doc ou .pdf. O próprio iBooks da Apple é um bom exemplo, e gratuito! Mas vale à pena investir em um programa que ofereça recursos mais avançados, tais como busca por palavras, marcações e edição de texto. É muito útil, por exemplo, encontrar uma música rapidamente na biblioteca de arquivos através da busca por palavras-chave, principalmente quando não se sabe o título da canção, mas apenas um trecho dela. Outra funcionalidade interessante é poder fazer correções e anotações nas cifras, desde que o aplicativo permita edição de texto. No meu caso, utilizo o DocsToGo para arquivos DOC e o iAnnotate para arquivos PDF.


Biblioteca de Arquivos

Apesar da possibilidade de acesso à internet pelo iPad para consulta de cifras e letras de músicas em sites especializados, essa opção não me parece adequada para apresentações ao vivo, já que está sujeita a períodos de lentidão da rede, indisponibilidade de sinal e baixa qualidade das cifras de internet. Para estudos e ensaios, pode ser aplicada sem problemas... Para uso no palco, entretanto, o ideal é manter os arquivos de cifras gravados localmente na memória interna do iPad, que é grande o suficiente para armazenar milhares de músicas, além de prover organização automática e acesso imediato.

Lista em ordem alfabética no DocsToGo.

Pode-se adotar duas formas de armazenamento e organização dos arquivos no iPad: um "arquivão" único de várias páginas com todas as músicas dentro; ou arquivos individuais cada um contendo uma música. Os dois métodos funcionam bem, vai do gosto de cada um... Como exemplo, disponibilizo para download duas opções de coletâneas de musicas cifradas:

Livro de Cantos, arquivão .pdf de 426 páginas.

Cifras Católicas, 2.258 arquivos individuais .doc obtidos na internet.


Custo-Benefício

Na hora de decidir sobre a aposentadoria da pilha de pastas e papéis, é bom avaliar se a adoção do modelo digital de cifras no iPad atende realmente às necessidades do músico. Alguns pontos negativos devem ser considerados, tais como:
  • Redução da área útil: a tela do iPad é menor que uma folha de papel;
  • Autonomia: tempo de operação é limitado pela carga da bateria. Papel não acaba a pilha, rs!
  • Preço: custo inicial a partir de $300 dólares americanos;
  • Fragilidade: quedas, impactos e problemas de software podem tornar o tablet inoperante;
  • Furto: ninguém roubaria uma pasta de papéis, já um iPad... no primeiro mole alguém leva!

Essas e outras limitações podem restringir o uso do iPad em determinados casos, no entanto, os benefícios de redução de peso e volume, agilidade e facilidade de operação e redução de custos com impressão, na minha opinião, superam com folga os aspectos negativos acima listados. Enfim, após vários meses de uso de cifras no iPad, seja no palco, nos ensaios ou nas horas de estudo, considero que valeu a pena o investimento realizado! Qualquer dúvida, estou à disposição nos comentários abaixo.

Pastas nunca mais!!!


Leia Também:

30 comentários:

  1. Maaassa!!
    Gostei das referências aí!
    Valeu!

    ResponderExcluir
  2. Eu comprei um Xing Ling por R$250,00 apenas para fazer esse papel de biblioteca e cifras porém, estava com preguiça e baixar as cifras.
    Vou baixar essas que vc indicou e ver se o Xing Ling resolve o problema de forma mais barata que um iPad.

    ResponderExcluir
  3. Assim fica até mais chique. Acho horrível a galera tocar lendo cifras (lógico que dependendo do estilo da banda e da música, não há problema algum tocar lendo). O que eu achava palha numa banda que eu tinha, era o cantor usar uma pastinha com as letras das músicas, mas... cada um com seu costume.

    ResponderExcluir
  4. Blz, JJ, se der certo no seu tablet dá um feedback aqui pra nós!

    ResponderExcluir
  5. Artigo bem interessante! Quem tiver vontade e condições (U$ 4,99) pode pesquisar um aplicativo para iPad e iPhone chamado OnSong (http://www.youtube.com/watch?v=j1Er2m3nnu4). Estou usando e recomendo (pelo menos para um leigo em música, como eu, atende bem).

    ResponderExcluir
  6. OLá, obrigado pelas dicas. Apenas duas perguntas: esses programas que vc indicou, dá pra estabelecer uma ordem das músicas conforme elas serão tocadas no show? Esses programas funcionam em qualquer tablet, até mesmo os mais simples, ou apenas no ipad? Obrigado. Mauro Gomes

    ResponderExcluir
  7. Olá, Mauro!

    Os programas que eu indiquei são específicos para iPad, no entanto, os tablets em geral, principalmente os baseados no sistema Android, possuem aplicativos capazes de ler arquivos de texto, seja .doc ou .pdf, portanto deve funcionar sem maiores problemas...

    A ordem das músicas pode ser estabelecida criando-se um arquivo que contenha somente as canções desejadas, na sequência em que serão tocadas.

    ResponderExcluir
  8. Pessoal, estou empolgado com todas essas dicas aquí apresentadas, no que agradeço muitos a todos. Sou cantor e em algumas oportunidades dou as minhas "cacetadas" no teclado, com músicas cifradas, ou seja, amadoristicamente. Estou pensando em adquirir um IPAD e entrar nessa aventura futurista. Valeu! Obrigado galera, pelo incentivo gratuito. Abração a todos.

    ResponderExcluir
  9. Tem um aplicativo no Android Market excelente de cifras. Você pode baixar quantas cifras vc quiser e fica offline as cifras. Tem cifras de artista do mundo todo.

    Acessa lá:

    https://play.google.com/store/apps/details?id=drm.cifras

    ResponderExcluir
  10. Olá Bruno! Também sou músico e quero trocar minhas pastas pelo IPad. Veja se pode me ajudar nas minhas dúvidas:
    1) tenho grande parte das minhas músicas cifradas em arquivo do word - consigo transferí-las para o ipad, ou seja, o sistema operacional vai reconhecer?
    2) idem ao item 1, consigo digitalizar em arquivo PDF e também transferí-las -o sistema operacional do ipad irá reconhecer PDF?
    3) vi uns aplicativos como cifras+ e songbook chordpro e notei que a extensão dos arquivos (as músicas cifradas propriamente ditas) tem que ter a extensão específica.
    4) em qual site posso baixar a cifra diretamente no ipad.

    Abraços, Tucha/MG

    ResponderExcluir
  11. Olá, Tucha!

    O iPad reconhece sim arquivos PDF e DOC.

    Quando conectado à internet vc pode acessar os sites de cifras normalmente pelo navegador Safari.

    Os aplicativos de cifras possuem formato próprio.

    Bruno Mariani.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno,

      Valeu pelas dicas. Qualquer dúvida vou tomar a liberdade de te consultar.

      Abraços, Tucha

      Excluir
  12. Tanto o iPad quanto o Android possem um aplicativo ideal para esse uso que é o Songbook. Ele reconhece arquivos no formato .chopro em que reconhece letra e cifra de formas diferentes. Desse modo, você pode alterar o tamanho de visualização sem que as cifras saiam de lugar, além de permitir até que você tranponha o tom da música.

    https://play.google.com/store/apps/details?id=com.linkesoft.songbook&feature=search_result

    ResponderExcluir
  13. por quanto tempo consigo usar o ipad para ler as cifras? valew!

    ResponderExcluir
  14. Segundo o fabricante, a duração da bateria é de 10 horas de uso. Alternativamente, pode-se utilizá-lo ligado na tomada.

    ResponderExcluir
  15. muito bom o topico, eu toco cavaco em um grupo de pagode e tenho minha pasta do repertorio, embora eu toque elas de cabeça, precaução sabe. porem tem muitas vezes que pessoas pedem outras musicas, e embora eu ter a cifra dela aqui no meu PC eu não tenho na pasta, e as vezes não me lembro da musica ae como sou iniciante ainda acabo ficando em uma saia justa. e isso vai me ajudar muito mais os preços, alguem sabe informar? tipo uma tela do tamanha de uma folha A4 ou até um pouco menor, agradeço :D

    ResponderExcluir
  16. Valeu pela dica! Estou com meu IPad fazendo uso até dizer chega!!!

    ResponderExcluir
  17. Olá amigos. Baixei a atualização do Onsong para 1.95 e as configurações para internet via cifras.com não funciona mais. Alguém sabe se devemos atualizar o código?

    ResponderExcluir
  18. existe tablet com tela aproximada do tamanho de uma folha a4?

    ResponderExcluir
  19. Nunca vi tablet do tamanho de uma folha A4...

    ResponderExcluir
  20. Olá baixei o songbook mas não sei como passar minhas musicas prontas pra ele , pode me ajudar ? minhas musicas estão tudo como DOC.

    ResponderExcluir
  21. Olá, Warden!

    Se estiver usando um dispositivo Apple, provavelmente você terá que usar o iTunes em um computador para transferir os arquivos .doc.

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  22. Pessoal, me ajudem em uma coisa, para usar o tablet para leras cifras, ele precisa ser de 10"né? O de 7"fica muito ruim prá ler???

    ResponderExcluir
  23. Eu, particularmente, acho pequena a tela de 7", penso que 10" é mais adequado.

    ResponderExcluir
  24. Para quem usa o sistema Android, qual é o melhor software de cifras na opinião de vocês? No android tem algum que dê para aproveitar os arquivos .DOC ? E que depois se consiga alterar o tom da música se necessário??? Valeu pessoal!

    ResponderExcluir
  25. Gerson Do Nascimento Zacarias4 de fevereiro de 2013 22:09

    Muito boa a dica,só gostaría que se fosse possivel,envie-me maiores detalis, tipo onde e como adiquirir o docs togo e o lannotate.e-mail:gerson.zacarias@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  26. Ambos vc encontra na App Store da Apple.

    ResponderExcluir
  27. Caro Bruno, a muitos anos comecei a aprender teclado, porém por vários fatores não evoluiu. Estou aposentado e gostaria de retomar o aprendizado. Claro vou depender muito da leitura de partituras, uma vez que meu ouvido não é lá essas coisas. Como gosto de tecnologia, imagino que exista algum aplicativo para Ipad que acoplado ao teclado facilite o aprendizado, ou seja, um passo-a-passo.Terias alguma dica? Grato e parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na App Store da Apple, na categoria "Music" (ou Música), encontrará diversos aplicativos para aprendizado de piano e teclado.

      Pesquise nessa categoria "Music" pela palavra-chave "Piano".

      https://itunes.apple.com/us/genre/ios-music/id6011?mt=8&letter=P&page=3#page

      Mas o melhor mesmo é um professor particular, rs!

      Excluir
  28. estou a procura de um App desses só que para o macbook ! eu não tenho um Ipad e queria fazer a mesma coisa no mac ! alguem poderia me auxiliar ????

    ResponderExcluir